Sustentabilidade
 
 
Instituto Algodão Social
 

Cabe ao IAS orientar os produtores de algodão quanto ao cumprimento da legislação trabalhista e a implantação das normas de segurança do trabalho no dia a dia das propriedades rurais, garantindo assim a sustentabilidade da cultura nos pilares social, ambiental e econômico.

Sob a orientação do IAS, os produtores aderiram ao processo de certificação realizado em parceria com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que possibilitou a comercialização de mais de 15 milhões de fardos com o selo "Algodão Socialmente Correto".

O programa de certificação criado pelo IAS serviu de referência para que a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) lançasse o programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR), no segundo semestre de 2012.

O programa ABR, que começou a ser implantado na safra 2012/13, representa a unificação num único protocolo da iniciativa do IAS e do Psoal – o Programa Socioambiental de Produção de Algodão, criado em 2009, para atender os demais estados produtores da fibra.  

Outra ação coordenada pelo IAS e representativa do comprometimento do produtor com a sustentabilidade é a implantação do sistema Better Cotton Iniciative (BCI), que propõe a produção de um algodão global "melhor para quem produz, para o meio ambiente em que é cultivado e para o futuro do setor".

O BCI começou a ser implantado em fazendas mato-grossenses e de outros três estados brasileiros na safra 2010/11. Em 2013, o sistema BCI foi compatibilizado com o programa ABR e ambos vêm sendo coordenados e executados em conjunto pelas equipes técnicas do IAS.



A safra 2013/2014 foi a primeira do benchmarking entre o programa ABR e o sistema BCI. Segundo a Abrapa, os números finais no seis estados participantes - totalizando 255 fazendas certificadas ABR e 209 licenciadas BCI - apontam um crescimento significativo desde a implantação do Programa ABR. Somente em Mato Grosso, foram certificadas 189 unidades produtivas no programa ABR e, desse total, 151 aderiram ao licenciamento BCI.

Conscientes da importância de contribuir para o desenvolvimento de "comunidades fortes e saudáveis", muitos associados da Ampa vêm desenvolvendo projetos em suas propriedades rurais para melhorar a qualidade de vida dos colaboradores e das comunidades do entorno das fazendas. São projetos nas áreas de educação, cultura, saúde, filantropia, segurança alimentar, meio ambiente, esporte e lazer.

Para identificar essas iniciativas e estimulá-las, o IAS criou em setembro de 2012 o prêmio Semeando o Bem, que, em sua primeira edição, premiou 17 projetos durante o evento comemorativo do 15º aniversário da Ampa. Na ocasião, também foram destacados os grupos empresariais com notável desempenho social, ambiental e econômico. Em 2014, em sua edição, o Semeando o Bem destacou 21 projetos entre os 69 inscritos e avaliados pela Comissão Julgadora. A segunda edição do prêmio também homenageou 18 pessoas com o troféu Semeadores do Bem – Honra ao Mérito.

Em 2013, ocorreu o lançamento do programa Fazenda Saudável. Idealizado pelos ex-presidentes Milton Garbugio (IAS) e Carlos Ernesto Augustin (Ampa), o programa utiliza um micro-ônibus especialmente equipado e enfermeiros para realizar exames nos colaboradores das fazendas produtoras de algodão (e em seus familiares) e levar ações de orientação em saúde às propriedades dos associados da Ampa.

Com essa e outras ações, a Ampa e entidades parceiras demonstram seu comprometimento com a responsabilidade social e dão sua contribuição para a sustentabilidade da atividade agrícola no tripé social, ambiental e econômico.

 
 
 
Dia de Campo 2018
    FOTOS   VIDEOS   + videos
            + fotos
 
 
 
 
 



AMPA - Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão
Rua Engº Edgard Prado Arze, 1777
Ed. Cloves Vettorato - 2º andar
Quadra 03 - Setor A
Centro Político Administrativo
CEP: 78049-015
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil
+55 (65) 3925-1800
ampa@ampa.com.br
     
2012 - Todos os direitos reservados  
 
  Institucional Notícias Estatísticas
  Quem Somos    
  Diretoria Sustentabilidade Informativos
  Núcleos Regionais   Acesso restrito para associado
  Associados Legislação  
  Algodoeiras Proalmat  
  Cooperativas Regulamentos BBM e ICA